Claro, não é novidade para ninguém que saber a tabuada facilita muuuuito a nossa vida. Aliás, está aí algo que utilizamos fora dos muros da escola…rsrs

A atividade que estou propondo hoje é para as crianças que estão sendo apresentadas à tabuada. Ou seja, é para elas compreenderem o que quer dizer, por exemplo, 2 x 3 no concreto.

É necessário:

– Uma tabela grande feita em papel pardo ou em uma folha de cartolina (clique na imagem para ver o modelo);

– 100 tampas (de refrigerantes, de produtos de limpeza,…).

Procedimento:

Organize um grupo de crianças.

Supondo que queiramos que as crianças encontrem o resultado de 2 x 3. Então, as crianças deverão colocar na tabela duas linhas com três tampas. Após, elas deverão contar quantas tampas ao todo foram utilizadas, e assim, obterão o resultado.

No princípio, pode ser meio complicado para as crianças. Principalmente porque exige organização espacial, mas isso é mais um motivo para realizar esta atividade, vocês não acham?

Uma variação desta atividade é fazer tabelas pequenas (15 cm x 15 cm), e, ao invés de tampas, podem ser utilizados botões, sementes… Com esta tabela a atividade pode realizada individualmente.

Espero que tenham gostado 😀

bjos

Conheça a nossa apostila em PDF:

 

Especialista em Psicopedagogia Clinica e Institucional. Formação em Avaliação Dinâmica do Potencial de Aprendizagem e em PEI (Programa de Enriquecimento Instrumental) pelo CDCP (Centro de Desenvolvimento Cognitivo do Paraná) Centro de Treinamento Autorizado pelo Hadassah Wizo-Canada Reserach Institute e pelo ICELP - The Internacional Center for the Enhancement of Learning Potential, Jerusalém - Israel. Experiência em alfabetização e dificuldades de aprendizagem. Autora do e-book: "Mamãe, deixe-me crescer" e idealizadora da Revista Psicosol. Ama ler e tem levado bem a sério a sua brincadeira de escrever.

11 comentários em “Tabuada lúdica

  1. Francisca Edilania Nogueira on said:

    Boa noite Solange!
    Que cantinho mais maravilhoso é o seu PARABÉNS!
    Esse ano eu iniciei como orientadora educacional e é o meu primeiro ano, e estamos com algumas dificuldades de aprendizagem e algumas deficiências, em especial temos um menino lindo que está no 2º ano do fundamental II com sindrome de down, eu gostaria que se caso vc tivesse algum material de como pode ser trabalhado com ele em sala de aula principalmente ideia de como ele pode ser alfabetizado.
    Bjs e desde de já agradeço pela atenção

    • Solange Moll on said:

      Oi Francisca! A melhor maneira de trabalhar com seu menino lindo é utilizar o método multissensorial. Em breve vou postar algumas atividades sobre este tema, ok?! Bjos e muuuuuito obrigada por sua visita.

  2. sandra marodin ferreira on said:

    Olá sou professora de sala de recursos e estou muito interessada em receber todo material possível para que possa aplica-lo junto aos alunos. Des.de já agradeço.

  3. Marlonio on said:

    Olá, muito interessante seu material publicado. Recentemente estou atuando como Psicopedagogo Institucional em uma escola e gostaria se possível, que vc me enviasse material para alfabetização de alunos fora de faixa. Por exemplo, 4º, 5º, 6º anos. Grato pela colaboração e atenção.

    Vale ressaltar que alguns desses alunos não sabem identificar o alfabeto.
    Marlonio.

    • Solange Moll on said:

      Oi Marlonio! A argila pode ser um bom material para você ajudar os seus alunos na aprendizagem do alfabeto. Muitas vezes recomendo atividades em que as crianças façam as letras com massinha de modelar, mas em virtude da idade deles, penso que a argila (por não ser colorida) pode causar uma aceitação melhor. É muito bom para ajudá-los na formação da imagem mental das letras.
      Isso não quer dizer que estou descartando a utilização da massinha de modelar. Alguns alunos pré-adolescentes e adolescentes gostam muito também, mas a argila muitas vezes tem uma aceitação melhor.
      Espero de ajudado. 🙂

      • Marlonio on said:

        Gostei da sua sugestão de trabalhar com argila, muito interessante sua ideia. Por favor, vc poderia sugerir mais algumas atividades baseadas nas realidades apresentadas anteriormente? Tenho alunos que não conseguem interagir em sala de aula nem com professores quanto com colegas. Alguns fazem as atividades de formas surpreendentes e são inteligentes, mas não falam nada em sala. Em casa são comunicativos com seus familiares, interagem bem, mas na escola, não conseguem socializar-se. Muito obrigado pela sua colaboração.

        Abraços, Marlonio.

  4. Bom dia Solange! Sou educadora de apoio pedagógico, e sinto o quanto é necessário o concreto no processo de ensino aprendizado dos educando. Se possível gostaria de obter sua apostila em matemática e alfabetização. Muito obrigada!

  5. gabrielly D. on said:

    gostei muito!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *