Dobrou

Dobrou

O-lá!

Ouvi dizer que as crianças gostam de dinossauros. E o “Dobrou” será que elas vão gostar?… Rsrs!

A proposta de hoje é para trabalhar a matemática, o conceito de “dobro” de maneira divertida. Do jeito que as crianças gostam e a gente também, né?… Rsrs! O professor/psicopedagogo que se entrega a estes momentos com as crianças certamente sai feliz e satisfeito com os resultados.

Jogar com as crianças é uma experiência inesquecível. É maravilhoso ver o entusiasmo, o interesse e a dedicação que elas colocam nos jogos. (KAMII e DECLARK, p. 230, 1997).

No entanto, para contribuir, precisamos durante o jogo intervir o mínimo possível, sem apontar diretamente os erros. É importante incentivar as discussões em que cada um pode argumentar e defender seu ponto de vista,  e, também, dar tempo para as crianças pensarem.

Vamos ao jogo?

Sugestão de uso:

Os jogadores devem sentar um de frente para o outro, com o tabuleiro entre eles.

Colocar a pilha de cartas com as imagens viradas para baixo.

Um dos jogadores vira uma carta da pilha. Deve contar o número de dinossauros e dizer qual seria o dobro. Em seguida, colocar um marcador sobre o número no tabuleiro.

Obs.: Você pode disponibilizar material concreto (palitos de picolé, tampas de garrafa PET) para auxiliar no cálculo 😉

Se o jogador virar uma carta escrito “OPS!”, ele ficará uma rodada sem jogar.

Se virar uma carta escrito “DIGA”, ele deve pensar em um número e dizer o seu dobro. Após, colocar um botão sobre o número no tabuleiro.

Ganha o jogo quem primeiro completar todo o seu lado do tabuleiro.

É isso! Gostou do jogo? Depois de utilizar com as crianças conta pra mim como foi 😉 Eu amoooo saber!

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

KAMII, Constance; DECLARK, Georgia. Reinventando a aritmética: implicações da teoria de Piaget. 13. ed. Campinas: Papirus, 1997.

Clique no link abaixo para adquirir o arquivo digital em formato PDF contendo 18 cartas, 01 tabuleiro, 01 embalagem para guardar as cartas, instruções de uso. É enviado por e-mail para você imprimir, montar e jogar.

Comentar

Deixe um comentário