Escalando

Escalando

O-lá!

Apesar de eu ter consciência de que não existe pó de pirlimpimpim, ou seja, não há mágica ou até mesmo um método capaz de alfabetizar todas as crianças instantaneamente, tenho a convicção de que nem por isso este caminho precisa ser de sofrimento. E é com o objetivo de tornar o processo de alfabetização mais divertido para o maior número possível de crianças que cada jogo compartilhado neste site é pensado e desenvolvido.

Na verdade, utilizar jogos lúdicos é uma questão de sensatez. Digo isto porque jogar é do interesse da criança. Sendo assim, podemos aproveitar este “apetite” para proporcionar aprendizado de qualidade. E ainda mais! Estou me referindo, por exemplo, à oportunidade de vivenciar a socialização, de lidar com conquistas e frustrações.

Para a criança tudo é jogo, mas se quisermos que ela aprenda coisas novas ou reforce conhecimentos, capacidades ou habilidades que já possuía, parece que a única via possível é o jogo. (BATLLORI, 2009, p. 14)

O jogo que estou propondo hoje tem como objetivo contribuir na alfabetização, no pensamento lógico, na coordenação motora fina, além de outras habilidades já mencionadas nos parágrafos anteriores.

Sugestão de Uso:
Para cada jogador pendure em uma parede um barbante de 1m de comprimento. Faça um nó em uma das pontas do barbante e também a cada 30cm, totalizando 4 nós.
Os jogadores devem pendurar os seus peões na ponta inferior do barbante, ou seja, no primeiro nó.
Para isso, previamente, fixe cada ficha com imagem de um escalador em um prendedor.
Coloque as fichas com imagens em uma sacola. Deixe de lado as fichas com dicas.
É hora de começar o jogo!
É preciso sortear quem vai iniciar.
Cada jogador, em sua vez, pega uma ficha da sacola. Escreve o nome da figura. Se acertar, escala até o nó seguinte do barbante.
Em seguida, ele deve “encaixar” a letra que aparece em destaque na ficha em algum lugar da palavra que ele escreveu para descobrir uma outra palavra.

Exemplo: Como na carta que aparece a imagem da UVA e se pede para encaixar o L: Luva.

Caso ele não saiba, pode pedir uma “ajuda” e você entregará a “ficha dica” (ela tem o mesmo número). Se ele descobrir, escala até o próximo nó.
Ganha o jogo quem chegar ao topo primeiro.

Veja o vídeo para ter uma melhor compreensão do jogo.

Observação: Cada jogador poderá estar representando uma equipe e, se precisar, pede ajuda para eles.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
BATLLORI, Jorge. Jogos para treinar o cérebro. 11. ed. São Paulo: Madras, 2009

Clique no link abaixo para adquirir o arquivo digital em formato PDF contendo: 16 cartas com figuras, 16 cartas com dicas, 04 cartas com bandeiras, 04 cartas com setas de início, 04 cartas escaladores (peões), 01 embalagem, instruções de uso.

É enviado por e-mail. Para você imprimir montar e jogar 😉

Comentar

Deixe um comentário